quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

A chegada de um ídolo


Com status de ídolo, o goleiro Castillo foi recepcionado por cerca de 300 torcedores, que compareceram em peso no Caio Martins para a chegada do novo reforço. Contratado como a solução final do problemático gol alvinegro, o jogador quase foi às lagrimas ao ver a torcida gritar seu nome, assim que entrou no gramado.

“Gostaria de agradecer a confiança que o Botafogo e seus torcedores depositam em mim. Prometo muito profissionalismo e farei de tudo para passar segurança aos meus companheiros de equipe nas partidas”, declarou Castillo, que demonstrou conhecer a rivalidade dos times cariocas.

“Sei que há muita rivalidade com os outros times do Rio de Janeiro, especialmente o Flamengo. Nestes jogos, farei de tudo para fechar o gol do Botafogo”, afirmou o goleiro, que também mostrou que sabe bastante sobre seu novo técnico.

“Sei que Cuca já foi um grande jogador, um bom meio-campista. Também me falaram que ele é um treinador bem aberto, que gosta muito de conversar com os jogadores.

Responsabilidade

Chegar para ser o titular absoluto em uma equipe que, há anos, não leva fé em seus goleiros é uma tarefa dura para qualquer jogador, mas nada que abale Castillo. Goleiro da seleção uruguaia e titular do Peñarol, um dos times mais tradicionais de seu país, o jogador mostrou tranqüilidade ao assumir o posto de titular no Glorioso.

“É uma responsabilidade enorme, mas eu tinha esta mesma cobrança no Peñarol. A torcida deles era menor, mas nem por isso a tensão diminuía. Espero repetir a regularidade que tive no Uruguai”, disse Castillo, que explicou sua preferência pelo clube de General Severiano.

“Eu gosto muito do Brasil, tinha muita vontade de vir jogar aqui. Além disso, o Botafogo me procurou e fizemos uma negociação muito correta, por isso lhes dei a preferência”, esclarece. Além do Alvinegro, Fluminense e Grêmio tentaram contratar o uruguaio, que assinou um contrato de três anos com o Glorioso.

Só elogios de Cuca


A felicidade da chegada do novo goleiro não ficou restrita à torcida. Após a apresentação do reforço, foi a vez de Cuca elogiar Castillo.

“É impressionante como ele é um jogador que realmente se dedica ao clube, e isso é excelente. Além de mostrar conhecer o Botafogo, até sobre meu passado como jogador ele sabe”, brincou o treinador.

Um comentário:

Igor disse...

Se ele será ídolo, apenas o tempo dirá. Mas que já deixou uma ótima primeira impressão, acho que todos concordam.

Vai que é tua Castillo!